A Livraria Laemmert e o valor histórico do Almanak para o Rio de Janeiro

A Livraria Laemmert desempenhou um papel importante na circulação de obras literárias e no comércio livreiro do Rio de Janeiro durante o século XIX. A livraria foi fundada pelos irmãos imigrantes Edward e Heinrich Laemmert no Rio de Janeiro durante o século XIX. A história da livraria começa em 1827, quando Edward Laemmert veio ao país para dirigir a filial de uma livraria francesa.

Eduardo e Henrique Laemmert nasceram em Baden e seguiram a carreira dedicada ao comércio livreiro em Paris, polo central do negócio do livro na Europa. Como mercado de livros, o jovem chega à cidade fluminense e percebe um ambiente promissor para o comércio de livros.

Eduardo Laemmert (1806-1880). Fonte: SENA, Ernesto. O Velho Comércio do Rio de Janeiro.

Seis anos depois, agora Eduardo Laemmert, como era comum abrasileirar o nome, abriu sua própria livraria, a Livraria Universal, e em 1838, seu irmão Heinrich juntou-se a ele. Juntos, eles fundaram a sociedade “E. & H. Laemmert, mercadores de livros e de música”, que durou até a década de 1870, quando Edward se desligou do negócio. Heinrich convidou seus genros para se tornarem sócios e continuou à frente da livraria até sua morte em 1884. Após sua morte, a livraria enfrentou dificuldades e declarou falência em 1909.

Além da venda de livros, os irmãos Laemmert também investiram na edição e impressão. No primeiro ano da sociedade, eles abriram uma tipografia chamada Typographia Universal, que foi responsável pela publicação de mais de 400 títulos até o início de 1860. A livraria vendia uma grande variedade de livros, incluindo manuais de retórica e poética, dicionários, gramáticas e obras literárias, como poesias, dramas e romances.

Um dos tipos de etiquetas usadas pela Laemmert. Esta é um exemplar mais moderno por ser em cores. A etiqueta era fixada ao livro como uma forma de publicidade da livraria.

Além disso, a livraria também publicou suas próprias obras, incluindo as populares Folhinhas de Laemmert e o conhecido Almanak administrativo, mercantil e industrial da corte e da província do Rio de Janeiro, uma obra de referência sobre a época. A Typographia Universal, que pertencia aos irmãos Laemmert, publicou mais de 400 títulos até o início de 1860, incluindo obras de autores brasileiros e traduções do inglês, francês, alemão e italiano.

O Almanak Laemmert foi uma publicação anual lançada pelos irmãos Edward e Heinrich Laemmert, que teve grande importância para a sociedade e para a pesquisa histórica nos dias atuais. Através desse almanaque, os Laemmert forneciam informações sobre a cidade do Rio de Janeiro, como listas de ruas, estabelecimentos comerciais, instituições públicas, nomes de autoridades, entre outros dados relevantes

Essa publicação se tornou uma fonte valiosa para o estudo da história da cidade e do país, permitindo aos pesquisadores reconstruir aspectos da sociedade fluminense do século XIX.O Almanak Laemmert era uma espécie de guia da cidade, contendo informações úteis para os moradores e visitantes. Além disso, ele também servia como uma vitrine para os anunciantes, que podiam divulgar seus produtos e serviços no almanaque

Capa da primeira edição do Almanak Laemmert

Dessa forma, a publicação contribuía para a circulação de informações comerciais e sociais, refletindo os hábitos culturais e as práticas sociais da época. Para a pesquisa histórica, o Almanak Laemmert se tornou uma importante fonte de informações sobre a sociedade fluminense do século XIX. Através dos anúncios publicados no almanaque, é possível obter dados curiosos que mostram os costumes e os hábitos dos fluminenses daqueles tempos.

Além disso, a publicação também é uma fonte para o conhecimento da história do livro e da leitura, apresentando informações sobre as obras comercializadas, os escritores mais procurados e os profissionais envolvidos nessa atividade.

A importância do Almanak Laemmert para a pesquisa histórica nos dias atuais se deve ao fato de que essa publicação é uma fonte primária, ou seja, um documento original que fornece informações diretas sobre um determinado período histórico. Ao estudar o almanaque, os pesquisadores podem obter insights sobre a sociedade, a economia, a cultura e outros aspectos da vida no Rio de Janeiro do século XIX.

Você pode acessar as edições do Almanak Laemmert neste link:
Brazilian Government documents. Almanak Laemmert, 1844-1889



Citar este post
Danielle Lacerda (2023, 29 Setembro). A Livraria Laemmert e o valor histórico do Almanak para o Rio de Janeiro. História do Livro. Recuperado em 1 de Março de 2024, de https://doi.org/10.58079/qza2

Danielle Lacerda

Historiadora e Administradora de Empresas, docente em cursos de graduação. Minhas pesquisas atuais em História circulam entre a história do livro e das livrarias. Também me interesso pelo vínculo da tecnologia digital com a História. Curiosa, colecionadora de livros e histórias perdidas.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Pesquisar OpenEdition Search

Você sera redirecionado para OpenEdition Search